13 Dicas pra Fazer uma Boa Compra de Carro Usado

Na hora de comprar um carro usado é preciso checar muito mais que o preço.

Brasileiros são apaixonados por carros. Mas nem todo mundo pode comprar um carro zero. Por isso, a opção é comprar um carro usado. Mas é preciso lembrar que, antes de cair na tentação das concessionárias, é preciso escolher qual modelo você quer comprar.

Veja também:

Vale pesquisar na internet e em revistas especializadas os modelos de carros que ninguém quer, seja porque a manutenção é cara ou porque o carro já saiu de linha.

Por aqui, por exemplo, os carros nas cores preto e prata são mais vendáveis, ao contrário do de cores branco e amarelo, que podem ter sido utilizados como taxi e, por isso, muito rodados. A cores extravagantes e chamativas também são pouco apelativas para carros do dia a dia.

Os carros importados e que já saíram de linha também são pouco procurados. Isso porque os valores de peças e manutenção são bem altos e, por isso, tendem a se tornar cada vez mais difíceis de encontrar.

Como Proceder na Compra de Carro Usado?

Ao comprar um carro usado, é preciso se resguardar é preciso tomar uma série de medidas. A primeira dica é pesquisar os preços dos carros usados. Isso porque, os valores variam muito de acordo com o modelo, cor, ano de fabricação e quilometragem.

Também vale verificar quais são os opcionais do carro. Eles devem ser levados em conta na hora de negociar o valor do carro. E por falar em preço, é bom desconfiar de preços muito baixos e vantagens milagrosas. Outra dica muito válida é verificar o estado do hodômetro, isso porque se ele foi adulterado, estará riscado.

Também vale examinar o estado dos pneus, do estado de conservação do estofamento e dos pedais. Eles tem que ser compatíveis com a quilometragem do carro. Para que você não faça um mau negócio, fizemos uma lista de dicas para que você compre um carro usado com segurança:

Dicas para Comprar Carro Usado
Dicas para comprar carros usados
  1. Faça a checagem dos documentos do carro antes de adiantar qualquer valor. Evite surpresas! Para não comprar um carro originário de um roubo, por exemplo, ou com dívidas, consulte o Detran (Departamento Estadual de Trânsito) a respeito da documentação, multas e qualquer outro tipo de restrição. Antes de você efetivar a compra, o carro deve passar por uma vistoria do órgão.
  2. Cheque os documentos do proprietário e exija que a documentação do carro esteja no nome dele. Da mesma forma, forneça seus dados apenas pessoalmente.
  3. Outra dica importante é conferir a numeração do chassi. Esta numeração fica, normalmente, próximo ao motor, em todos os vidros do carro, em etiquetas fixadas embaixo do banco do passageiro e sobre a suspensão dianteira direita.
  4. Também cheque as datas de fabricação dos cintos de segurança, bem como se o extintor está dentro da validade.
  5. Ao conhecer o carro usado entre no veículo e sente nos bancos. Se estiverem soltos, rasgados ou quebrados isso é um sinal de que você não deve fechar o negócio.
  6. Equipamentos de segurança são fundamentais. Verifique se o carro usado que você tem interesse em comprar está com extintor de incêndio, macaco, chave de rodas, triângulo, além de cintos de segurança e do estepe.
  7. Verifique se há diferenças de tonalidades ou respingos em borrachas. Isso é importante para saber se o carro já foi batido. A dica é fazer a avaliação da pintura em um dia de sol. Isso porque, em dias chuvosos as gotas de água pode mascarar possível amassados e diferenças na pintura. A melhor dica é examinar o carro usado à luz do dia, pois lugares fechados ou escuros podem dificultar a visualização de detalhes importantes da pintura. Desconfie se o carro estiver muito encerado, pode ser que tenha sido pintado mais de uma vez.
  8. Também verifique as soldas do carro. A solda original de fábrica é pontilhada. Se você encontrar um fio contínuo de solda sob o capô, é porque o carro foi batido.
  9. Vale também checar as peças do carro usado como farois. Desconfie, por exemplo, de farol mais novo em apenas um lado. Isso pode indicar que o dono do carro trocou apenas a peça quebrada, por pura economia.
  10. Se o carro usado que você tem interesse tem menos de 30 mil km de uso, certifique-se de que os quatro pneus são do mesmo lote e se são os primeiros que saíram da fábrica junto com o carro. Se os pneus já tiverem sido trocados, desconfie. Raramente um pneu novo dura menos que 50 mil km.
  11. Evite carros com “sinistrado” ou com chassi remarcado. Você pode até pagar menos por ele, mas na hora de vender, você também terá que vender por bem menos do preço de mercado.
  12. Procure um mecânico de confiança para avaliar o estado geral do carro, a parte mecânica e a funilaria. Peça a ele que verifique, também, se as portas e o capô, se encaixam perfeitamente quando fechados. Se não fecharem é um indício de que o carro já foi batido.
  13. Se possível faça um test drive no carro usado, acompanhado de um mecânico de sua confiança. Então, teste freio, embreagem, amortecedores e demais itens. Se o dono não permitir que seja feito um test drive, é imprescindível fazer as observações com o carro ligado e com o acompanhamento de um mecânico.
Regras de Trânsito

Você Conhece Todas as Regras de Trânsito?

Dicas para Passar no Exame de Direção

Dicas para Passar no Exame de Direção do DETRAN MG