Carros autônomos: o que são e o que diz a lei brasileira

Veja a seguir mais detalhes sobre os carros autônomos e o que a Lei brasileira diz a respeito!

Nos últimos anos o avanço da tecnologia foi crescente. Com isso, várias inovações acabaram surgindo em vários segmentos, inclusive no setor automobilístico. Como exemplo, podemos citar os carros autônomos que estão ganhando cada vez mais espaço no Brasil, assim como no Mundo.

Anúncios

Marcas como Honda, Toyota, Volvo, Tesla e outras mais já estão investindo na nova mobilidade autônoma. Mas o que são esses carros autônomos? Como eles funciona? O que diz a Lei brasileira sobre o assunto?

É exatamente sobre isso que trataremos nesse artigo. Continue sua leitura e saiba mais sobre os carros autônomos.

O que são carros autônomos?

Os carros autônomos são veículos que oferecem funções de condução e direção autônomas. Ou seja, que agem por conta própria sem interferência humana.

A autonomia desses veículos varia a depender do nível. Alguns são configurados sem itens para volante e pedal libertando o motorista da tarefa de dirigir. No entanto uma direção 100% autônoma não deve ser alcançada tão em breve.

Como funcionam?

Os carros autônomos funcionam de acordo com a padronização da SAE – Sociedade de Engenheiros Automotivos que é referência nos estudos da engenharia automobilística, indo de zero a 5 e diminuindo a dependência do motorista de acordo com o aumento do nível de condução.

Receba as Melhores Oportunidades de Leilões diretamente no WhatsApp↴

Ou seja, um carro com sistemas de suporte ao motorista de nível 0 é totalmente manual e dependente de ação humana. Enquanto isso, um de nível 1 tem a direção assistida, um de nível 2 de automatização parcial necessitando de um motorista com as mãos ao volante.

Em um carro de nível 3 tem a automatização condicionada, um nível 4 tem automatização avançada, assim como o nível 5 a automatização é total sem precisar de um motorista ao volante podendo os carros autônomos desse nível dirigir sozinhos em qualquer lugar e qualquer condição.

Carros autônomos vantagens e desvantagens

Há algumas vantagens e desvantagens que os carros autônomos podem oferecer. Veja a seguir quais são eles.

Vantagens:

  • Economia de tempo – Realiza funções sozinho, não apenas de direção, mas também ao estacionar e desviando de congestionamentos e rotas demoradas, por exemplo.
  • Segurança – Diminuição na margem de erro humana em trânsito.
  • Sustentáveis – Utilização de energia como combustível acompanhando a linha dos carros elétricos ou movidos a hidrogênio.
  • Interação entre os veículos – Forte tecnologia de conexão entre os carros, podendo correr próximos uns dos outros, por exemplo.
  • Avanço na integração – Maior integração com sistemas mais competentes indicando melhores rotas, mapas, comodidade, praticidade e avanços de serviços como envio de e-mails e reuniões virtuais, por exemplo.
  • Menores gastos de manutenção – Menores visitas as oficinas por conta de seu sistema avançado.
  • Sem necessidade de saber dirigir – Nos carros autônomos de níveis altos precisará de CNH para dirigir, por exemplo, mas sim conhecer os comandos de voz e ação.

Desvantagens:

  • Preço alto – A tecnologia é alta, o valor também.
  • Complicações na adesão – Legislação e infraestrutura são impactantes na adesão, mas a própria segurança em confiar numa inteligência artificial pelo motorista também é uma questão a ser observada.
  • Riscos relacionados – Há seus riscos em confiar num sistema computacional que devem ser questionados.
  • Vulnerabilidade a ataques – Aberto a falhas de segurança, hackers, acesso indevido, etc.
  • Manutenção complexa – Exigência de alto conhecimento profissional para procedimentos de manutenção tanto na troca de peças como na configuração do sistema.

O que diz a lei brasileira sobre os carros autônomos?

A lei brasileira ainda não está pronta para os carros autônomos de níveis mais altos, levando em consideração inicial o próprio artigo do CTB número 252 que considera uma infração média não dirigir um veículo com as duas mãos no volante.

Também não há bases legais que permitam o funcionamento dessas tecnologias como radares, câmeras e sensores e leis firmes relacionadas as responsabilidades de trânsito e a inteligência artificial em casos de acidentes.

Os carros autônomos são um ideal futuro que deve chegar com calma ao longo de modificações nas leis e na infraestrutura do pais.

Captur 2022

Captur 2022: Saiba tudo sobre o lançamento da Renault

Moove

Moove: Conheça mais uma opção para a assinatura de carros