Sites Falsos de Leilão de Carros: Como Identificar?

Confira alguns detalhes para não cair em golpes online

O número de golpes aplicados virtualmente aumentou muito durante o isolamento social causado pela pandemia de Covid-19.

Anúncios

As pessoas se viram obrigadas a resolver tudo online e os golpistas aproveitam disso.

Só em janeiro deste ano, mais de 800 sites de leilões falsos foram encontrados. Mas você sabe como reconhecer esses sites?

Descubra agora como identificar sites falsos de leilão de carro e como denunciar essas páginas.

Como funcionam os sites falsos de leilão de carros?

Foi o tempo que os golpistas eram pessoas que falavam/escreviam português errado, tinham um vocabulário chulo e apresentavam pouco conhecimento sobre o assunto ao qual estavam tratando. Esqueça esse estereótipo!

Atualmente, os sites falsos de leilões de carros são extremamente parecidos com os sites oficiais e caso você precise falar com o responsável, certamente quem te atenderá será uma pessoa educada, gentil e que passa muita confiança. 

Normalmente, os golpistas criam uma página usando o mesmo nome e layout de um site oficial, até comentários de supostos compradores têm. Tudo pensado para que você acredite que aquela página é a verdadeira.

Por isso é preciso ficar atento a alguns detalhes para não cair no golpe do leilão.

Como identificar sites falsos de leilão de carros

Ver o anúncio daquele carro dos sonhos por um precinho bem baixo já pode ser sinal de que há algo errado. Listamos agora algumas coisas que você deve verificar antes de fechar qualquer negócio online.

Confira a URL do site

Uma das coisas mais básicas a se fazer é conferir a barra de endereço da página. Páginas seguras usam httpS, esse “S” no final significa que o site possui um certificado SSL/TLS.

Essa proteção apresenta um “cadeado verde” ao lado do endereço na barra de navegação do seu browser. Isso significa que ele utiliza conexão criptografada e mais segura. 

Além disso, é importante ficar atento aos pormenores, como ponto, traço, hífen e outras diferenças no meio do endereço do site. 

Por exemplo, a nossa página é https://detranmg.net.br/, páginas falsas mudam detalhes na barra de endereço para que seja mais difícil identificar, assim poderiam colocar o nome como https://detranmg.net.com.br/ ou https://detranmgnet.br/ e assim por diante.

Pesquise sobre o leiloeiro

Procure o máximo de informações possíveis sobre o leiloeiro, como razão social, CNPJ, endereço, avaliações de conhecimentos, entre outros.

O site da Receita Federal disponibiliza a conferência de CNPJ, assim você pode verificar se o número realmente existe, se está ativo e regularizado.

Use o Google Maps em suas pesquisas

Certamente você já viajou pelo mundo usando o Google Maps, mas a ferramenta também pode ser muito útil para pesquisar sobre empresas. 

Jogue no google o endereço que consta no site do leilão e veja se o local realmente existe e se corresponde. Qualquer divergência você já deve ficar com o alerta ligado.

Não faça pagamento adiantado

Leilões não cobram nenhum tipo de pagamento antecipado, o pagamento deve ser feito apenas se você for o vencedor do leilão. Portanto, qualquer pedido de pagamento antes de o leilão acontecer já pode indicar algum tipo de fraude.

Não clique em links suspeitos

Muitos golpistas enviam links por SMS ou WhatsApp com objetivo de hackear sua máquina. Fique de olho e não clique em links suspeitos.

Evite fazer pagamento por Pix

O pix é um grande facilitador na hora de pagar suas compras, pois não há taxação bancária e o dinheiro cai na hora na conta do recebedor. Porém, toda essa agilidade esbarra na questão de segurança, caso você não conheça bem quem vai receber.

Isso porque uma vez feito o Pix, não tem como estornar o valor. Ou seja, se você pagou R$ 10 mil em um leilão falso, infelizmente você ficará com todo o prejuízo. Mesmo se você entrar em contato com sua instituição bancária. 

Cai no golpe e agora? O que faço?

Infelizmente não há muito o que fazer depois de já ter caído em um golpe, mas é muito importante ir à uma delegacia e registrar um Boletim de Ocorrência (B.O.). Também é importante entrar em contato com seu banco e pedir orientações sobre o que fazer.

Os responsáveis pelo golpe poderão responder por estelionato (crime previsto no artigo 171 do Código Penal e que estabelece pena de um a cinco anos de reclusão, além de multa).

Seguro de Auto Mensal: Entenda Como Funciona

Como Refinanciar Meu Próprio Veículo?